cineamazonia

15th Cineamazônia palmares

On October 21st the 15th edition of the Cineamazônia Festival has ended. The award ceremony has been a great celebration to the Rondoniense cinema.

Here’s all the award winners

PRÊMIOS PREMIADO  
PRÊMIO PARA MELHOR LONGA METRAGEM DOCUMENTÁRIO – TROFÉU MAPINGUARI “LOS OJOS DEL CAMINO”, DE RODRIGO OTERO HERAUD, (PERU)  
PRÊMIO DANNA MERRIL: MELHOR DOCUMENTÁRIO XAVANTE, MEMÓRIA, CULTURA E RESISTÊNCIA”, DE GILSON COSTA, (MATO GROSSO)  
PRÊMIO MAJOR REIS: MELHOR ANIMAÇÃO “O BAGRE DE BOLAS”, DE LUIZ BOTOSSO E THIAGO VEIGA, (GOIÁS)  
PRÊMIO VITOR HUGO: MELHOR FICÇÃO “WALTER DO 402”, DE BRENO FERREIRA, (MARANHÃO)  
PRÊMIO MANOEL RODRIGUES FERREIRA: MELHOR EXPERIMENTAL “ÁNDALE!”, DE PETTER BAIESTORF, (SANTA CATARINA)  
PRÊMIO CHICO MENDES: MELHOR ROTEIRO ROTEIRISTA WILIAM BIAGIOLI, DO FILME “O ESTACIONAMENTO”, (PARANÁ)  
PRÊMIO POVOS INDÍGENAS DE RONDÔNIA: MELHOR TRILHA SONORA XAVANTE, MEMÓRIA, CULTURA E RESISTÊNCIA”, (MATO GROSSO)  
PRÊMIO SILVINO SANTOS: MELHOR FOTOGRAFIA FOTOGRAFIA DE RENATO OGATA DO FILME “O ESTACIONAMENTO”, (PARANÁ)  
PRÊMIO CAPÔ (MAURICE CAPOVILLA): LINGUAGEM

 

BORÁ, DE ANGELODEFANTI (RIO DE JANEIRO)  
PRÊMIO MELHOR MONTAGEM MONTADOR JOÃO PAULO FERNANDES, DO FILME “XAVANTE: MEMÓRIA, CULTURA E RESISTÊNCIA”, (MATO GROSSO)  
PRÊMIO MELHOR DIREÇÃO DIRETOR WILLIAM BIAGIOLI, DO CURTA-METRAGEM “O ESTACIONAMENTO”, (PARANÁ)  
PRÊMIO MELHOR ATOR ANTÔNIO PETRIN, INTÉRPRETE DE “WALTER DO 402”, (MARANHÃO)  
PRÊMIO MELHOR ATRIZ MARINA VIANNA, PROTAGONISTA DE “AO FINAL DA CONVERSA, ELES SE DESPEDEM COM UM ABRAÇO”, (RIO DE JANEIRO)  
PRÊMIO THIAGO DE MELLO: JÚRI POPULAR – TROFÉU ESPERANÇA OPALA AZUL NEGÃO, DO DIRETOR RENNÉ BRASIL, DO ESTADO DE SÃO PAULO  
COMPETIÇÃO DE VÍDEOS RONDONIENSES  
PRÊMIO LÍDIO SOHN – MELHOR PRODUÇÃO RONDONIENSE “QUE ASSIM SEJA”
MENÇÃO HONROSA DO JÚRI  
OS DOCUMENTÁRIOS (LONGA-METRAGEM) “DEDO NA FERIDA”, DE SILVIO TENDLER E “CONTAGEM REGRESSIVA”, DE LUIS CARLOS DE ALENCAR, AMBOS DO RIO DE JANEIRO.  
MENÇÃO HONROSA DO CINEAMAZÔNIA  
BALANCEIA

THIAGO OLIVEIRA E JURACI JÚNIOR. FICÇÃO DE RONDÔNIA